Nº de apreensões de veículos de transporte irregular supera 2017, no AM

Nº de apreensões de veículos de transporte irregular supera 2017, no AM

Motocicletas representam maior parte das apreensões, com 1,3 mil veículos retidos, segundo SMTU.

número de veículos apreendidos que atuavam no transporte irregular de passageiros em Manaus aumentou 164% em 2017, em comparação com o ano anterior. De acordo com informações da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), foram 2.197 apreensões realizadas no ano passado, contra 831 em 2016.

As motocicletas representam a maior parte das apreensões, com 1.394 veículos encaminhados ao parqueamento do órgão, por serem usadas no transporte clandestino de passageiros. Em segundo lugar estão os táxis, com 298 apreensões, sendo boa parte por problemas de documentação.

Os veículos de passeio somam 167 apreensões, seguidos pelos veículos do transporte executivo ou alternativo, com 142 apreensões.

O superintendente da SMTU, Franclides Ribeiro, disse que um convênio com o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) está sendo firmado para desafogar o parqueamento.

“A maior parte é situação de veículos que não são legalizados. Estamos em processo com o Manaustrans, porque a SMTU, pelo Código Nacional de Trânsito, não faz parte do sistema. E para desvincular as multas fica até inviável. Então a gente já tem um processo que nós chamamos de ‘termo de cooperação técnico’ com o Manaustrans, que está dentro do Sistema Nacional de Trânsito, e vamos finalizar o convênio para realizar um leilão”, afirmou o superintendente.

Nesta segunda-feira (19), foram realizadas fiscalizações nas zonas Norte e Leste, que resultaram na apreensão de um veículo escolar e 17 motocicletas que atuavam no transporte clandestino de passageiros.

Ainda segundo Ribeiro, o condutor que teve o veículo apreendido pode comparecer na sede da SMTU, localizada na Avenida Barão de Indaiá, bairro Flores, Zona Centro-Sul da capital, onde será orientado sobre o procedimento para liberação.

Foto e Fonte: G1 Amazonas

Deixe uma resposta