Deputado Wilker pede que Wilson Lima renuncie, pois, o estado está um caos total

Deputado Wilker pede que Wilson Lima renuncie, pois, o estado está um caos total

De acordo com o deputado, Governo do Amazonas fez dispensa de licitação e cancelou os pregões em andamento para beneficiar a Umanizzare, empresa responsável pelos presídios no Amazonas.

O novo massacre nas cadeias públicas do Amazonas com 55 presidiários mortos, desde o último domingo (26), aliado ao caos na saúde e a greve da educação recém finalizada, motivou o deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) a pedir da tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) que o governador, Wilson Lima (PSC), renuncie ao mandato de Chefe do Executivo Estadual.

Wilker levou para a tribuna os documentos que comprovam os pagamentos milionários do Estado para a Umanizzare. No dia 07 de fevereiro, dois dias depois de assumir o mandato de deputado estadual, Barreto mostrou os seis contratos que no primeiro ano do mês rendeu à empresa R$15 milhões da atual gestão, com previsão de R$ 525.641.618,30 milhões ao ano. Para a ação, entretanto, houve o cancelamento de oito procedimentos licitatórios do sistema prisional e, na mesma data, a contratação emergencial.

“Quando o Governo faz a dispensa e cancela os pregões em andamento para beneficiar a Umanizzare, isso mostra que ele não quer resolver o problema. Mostra que quer ser parceiro da atual empresa. São meio milhão de reais em um contrato que não funciona. Faço um apelo ao governador e ao vice: ainda dá tempo de renunciar. Infelizmente, todo santo dia é uma matéria negativa para o nosso povo. Quatro meses de uma saúde que faltam remédios e pessoas estão morrendo nos hospitais, a educação passou um mês até que fosse resolvida e quando foi solucionada o governador nem estava em Manaus”, afirmou.

Wilker ainda exibiu no plenário os contratos que serão renovados com a empresa que gerencia os presídios, a partir de 1º de junho. O Complexo Penitenciário Anísio Jobim, Unidade Prisional de Itacoatiara e o Centro de Detenção Provisória Feminina, terão os contratos renovados nos próximos dias. Até julho serão gastos R$ 315 milhões.

“É preocupante. Já estamos próximos de ter mais um contrato renovado. Em fevereiro, solicitei informações do secretário da Seap sobre os gastos nos presídios. Até agora não trouxeram um documento para nós deputados. Se o secretário da Seap não cumprir o que foi acordado, não tem moral para vir e falar nesta Casa, pois vamos fazer questionamentos que serão perdidos no horizonte”, destacou Wilker.

Bolo para comemorar 02 meses sem liderança

Nesta terça-feira, 28, Wilker Barreto ainda levou ao plenário um bolo para fazer menção aos dois meses sem líder do Governo na Aleam.

Conforme o Deputado, o mesversário remete à ineficiência do Estado em dialogar com a Casa, bem como com a população.

“O bolo satiriza a falta de compromisso e responsabilidade desta gestão, que passa por crises na educação, na saúde e na segurança pública, sem nenhum interlocutor oficial. E fica o questionamento: há o desinteresse do Governo com a Casa, faltam opções ou ninguém quer assumir a palavra do Estado”, indagou o parlamentar.

Deixe uma resposta