Polícia Civil registra BO contra Najila após ela afirmar que corporação ‘está comprada’

Polícia Civil registra BO contra Najila após ela afirmar que corporação ‘está comprada’

A Polícia Civil de São Paulo registrou um boletim de ocorrência na noite da última terça-feira contra a modelo Najila Trindade, por difamação. O procedimento foi feito após a modelo que acusa Neymar de estupro declarar, em entrevista ao canal SBT, que a corporação está “comprada”.

Na entrevista ao jornalista Roberto Cabrini, Najila foi questionada sobre o destino do tablet em que, segundo ela, está armazenado um vídeo que comprovaria a agressão do astro do Paris Saint-Germain e da Seleção Brasileira.

A modelo garante que o seu apartamento foi invadido e o tablet roubado. Contudo, na perícia realizada no local constam apenas digitais de Najila e de sua empregada. Questionada sobre isso, ela disse: “É, mas a polícia está comprada, né? Ou não? Ou estou louca?”.

No documento lavrado contra a modelo, a Polícia se defende: “Desta feita, analisando o teor das declarações de Najila à imprensa, sobretudo quando questionada acerca das digitais colhidas na porta de seu apartamento, verifico ter sido maculada não só a honra da Polícia Civil como instituição […], mas, sobretudo a honra objetiva dos servidores lotados no IIRGD [Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt], responsáveis pela coleta do material papidatiloscópico [sic], escreveu o delegado Fernando Bessa, da 6ª Delegacia Seccional, responsável pela investigação do caso Neymar.

Deixe uma resposta