’06/12/2019’

Garantido exalta as mulheres na sua primeira apresentação do Festival Folclórico de Parintins

Garantido exalta as mulheres na sua primeira apresentação do Festival Folclórico de Parintins

Responsável por abrir os espetáculos do 54° Festival Folclórico de Parintins, o Boi Garantido se apresentou na arena do Bumbódromo, na noite de sexta-feira (28), como “O Boi da Luta do Povo”.

O espetáculo vermelho e branco começou com a lenda amazônica do Curupira. Com show de luzes e movimentos reais, a alegoria revelou a cunhã-poranga Isabelle Nogueira.

Da celebração folclórica dos festejos populares surgiu a sinhazinha da fazenda, Djidja Cardoso; o amo do boi, Gaspar Medeiros; a porta-estandarte, Edilene Tavares; e o dono da festa, o Boi Garantido.

A toada ‘Nós, o Povo’ concorreu ao item 11: Toada, Letra e Música. Naiandra Amorim, Roci Mendonça e Márcia Siqueira interpretaram a toada ‘Rosas Vermelhas’, que fala sobre as lutas e o respeito às mulheres.

A figura típica regional ‘Povo de Fibra’ revelou a rainha do folclore, Brenda Beltrão.

Para encerrar a apresentação na primeira noite do festival, o ritual Kawahiwa contou com a estreia do pajé Adriano Paketá, revelado em uma gigantesca alegoria do artista Marivaldo Brandão.

Para o presidente do Boi da Baixa do São José, Fábio Cardoso, tudo ocorreu conforme o planejado pela diretoria e a comissão de artes do bumbá. “O Garantido mostrou toda a sua garra e emoção, surpreendendo do início ao fim. Dentro do programado, saímos com o sentimento de dever cumprido”, afirmou.

Deixe uma resposta