Descontente com Mourão, Bolsonaro exclui vice de reunião com ministros

Descontente com Mourão, Bolsonaro exclui vice de reunião com ministros
Vice-presidente não foi convidado par a reunião de hoje Foto: Marcos Correa / Presidência da República.

Em encontro fora da agenda oficial, o presidente Jair Bolsonaro se reuniu na manhã desta terça-feira com seus ministros, mas sem a presença do vice-presidente Hamilton Mourão, assim como já tinha ocorrido na semana passada. A estratégia tem sido evitar as reuniões de Conselho de Governo, que contam com a participação do vice, e organizar outras, das quais ele pode ser excluído.

A lista de participantes divulgada pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República não tem o nome de Mourão. Segundo auxiliares da Presidência, Bolsonaro está descontente com Mourão e avalia que o vice usa as informações das reuniões de Conselho de Governo para dar declarações à imprensa nas quais rebate algumas ações e pontos de vista do presidente.

O vice-presidente da República e presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal, Hamilton Mourão, durante coletiva de imprensa no Itamaraty Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo – 03/11/2020

Conversa sobre impeachment

Soma-se a isso o imbróglio no fim de janeiro envolvendo um assessor de Mourão, que teve revelada pelo site “O Antagonista” uma conversa com o chefe de gabinete de um deputado federal sobre as articulações em curso no Congresso para um eventual impeachment de Bolsonaro. O assessor acabou demitido, e Mourão, que vinha dando declarações constantes à imprensa, se recolheu.

Ao chegar nesta tarde ao seu gabinete, o vice-presidente confirmou que não foi convidado para a reunião. Ele negou ter ficado incomodado por ter sido excluído.

— Não fui convidado, não fui chamado. Então acredito que o presidente julgou que era desnecessária a minha presença. Só isso.

A última reunião do Conselho de Governo ocorreu em 19 de novembro do ano passado. Depois disso, a agenda de Bolsonaro registrou uma “reunião com ministros” em 6 de janeiro de 2021. No dia, Mourão estava afastado das atividades no Planalto porque havia testado positivo para a Covid-19. Em 16 de dezembro, houve um encontro a sós entre os dois, o último na agenda de Bolsonaro.

Na segunda-feira, Mourão participou de um evento no Palácio do Planalto. Em seguida, Bolsonaro foi questionado em entrevista à TV Band como estava a relação com o vice. O presidente disse que havia trocado sorrisos com Mourão e o comparou a uma sogra.  Frequentemente, na relações familiares, sogras são apontadas por noras e genros como um estorvo, o que se transformou até mesmo em piada. A comparação feita por Bolsonaro também virou motivo de riso entre os assessores.

— Tá tudo bem. Hoje (segunda-feira) teve um evento aqui embaixo, trocamos sorrisos. E tá tudo bem, tá tudo bem com Mourão aí. Afinal de contas vice é igual sogra. A vida toda — respondeu Bolsonaro

Dos 23 ministros de Bolsonaro, apenas Fábio Faria, das Comunicações, não participou, porque ele está em viagem ao Japão.

————

Fonte: O GLobo.

Deixe uma resposta