Mulher foi assassinada na frente da filha, que está grávida

Mulher foi assassinada na frente da filha, que está grávida
Foto: reprodução.

O assassinato de Rosália dos Anjos Santos, 51, na tarde do último domingo (21), pode ter sido motivado por denúncias feitas pela vítima sobre a movimentação do tráfico de drogas no bairro Coroado, na Zona Leste de Manaus. Um dos indícios que levaram a polícia às circunstâncias do crime foi uma pichação encontrada na parede do quarto, escrito “X9”, termo utilizado para apontar alguém que relata ações criminosas.

De acordo com a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Rosália foi assassinada por denunciar o tráfico para a polícia ou mesmo entregar pessoas ligadas à facções criminosas para organizações rivais, trazendo prejuízos para traficantes. No entanto, os detalhes das investigações seguem sob sigilo.

Conforme apurou o Jornal A Crítica, homens encapuzados foram vistos invadido várias casas até encontrar o imóvel de Rosália. Em seguida, os criminosos quebraram telha e arrombaram as portas para entrar na residência. Rosália foi encurralada no quarto e esfaqueada 26 vezes. As facadas atingiram perna, tórax e braço esquerdo.

O crime foi presenciado pela filha da vítima, que está grávida, e também por uma criança. Diante da cena brutal, as testemunhas oculares imploraram aos assassinos para não serem mortas e não ficaram feridas. A DEHS não confirmou se Rosália tinha antecedentes criminais.


Fonte: A Crítica

Deixe uma resposta