Flávio Bolsonaro critica Eduardo Braga e diz que ele foi tendencioso ao indicar nomes da CPI da Covid

Flávio Bolsonaro critica Eduardo Braga e diz que ele foi tendencioso ao indicar nomes da CPI da Covid

Durante a reunião de instalação da CPI da Covid, nesta terça-feira, 27, o senador Flavio Bolsonaro (Republicanos) ironizou o senador Eduardo Braga (MDB) e disse que ele nomeou membros da Comissão por conta própria.

Flávio reclamou por não ter sido consultado por Braga, que é líder do partido, na escolha dos membros que seriam indicados pelo bloco partidário que ele faz parte e contesta a participação de Renan Calheiros e Jader Barbalho, na CPI da Covid no Senado.

“Primeiro, quero dirigir a palavra ao senador Eduardo Braga, que é o presidente do meu bloco. Lamento muito não ter sido consultado, fiquei sabendo pela imprensa. O senhor se ‘autoindicou’ e indicou dois senadores que têm vínculos familiares com governadores”, disse.

“Se tivesse me consultado, eu diria: não sugira meu nome, do senador Renan Calheiros, e do senador Jader Barbalho porque é óbvio que haveria imparcialidade da nossa parte. No caso de Renan é pior, porque ele antecipou seu voto. Ele deu uma entrevista julgando o governo federal, dizendo que foi omisso”, completou Flávio.

Ele é contra Renan Calheiros (MDB-AL) na relatoria, por entender que o senador é suspeito para investigar estados, uma vez que é pai de Renan Filho, governador de Alagoas.

O senador revelou que vai pedir para sair do bloco comandado por Braga. “Vou conversar com meu líder, do Republicanos, e vamos estudar a saída do Republicanos do bloco ligado ao MDB. Falta de prestígio total”, lamentou, durante sessão de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga governos no combate da pandemia da Covid-19.


Fonte: Am Post

Deixe uma resposta