Pocah rebate Tirullipa e lembra agressão na gravidez: ‘me chutou e quase me cegou’

Pocah rebate Tirullipa e lembra agressão na gravidez: ‘me chutou e quase me cegou’
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Ao se deparar com os vídeos do humorista Tirullipa dizendo que o DJ Ivis, que está preso após vídeos espancando a esposa, merece uma segunda chance, citando Jesus e Deus, Pocah fez um relato pesado de violência doméstica sofrida por ela no relacionamento anterior, na época que estava grávida da filha, Toya.

A cantora afirmou que entende o pensamento do humorista em achar que Deus vai transformar o agressor, e contou que já pensou dessa forma quando era espancada.

“Eu entendo o pensamento do Tirullipa porque eu também já pensei assim. Eu achava que Deus iria transformar a pessoa que me agredia, até porque meu agressor dizia que estava sendo usado pelo diabo e que não queria me agredir e me chutar em uma escada quando eu estava grávida de sete meses, ou quase me cegar do olho esquerdo. 

Eu achava que toda aquela humilhação era um testemunho para no futuro dizer ‘Deus mudou a minha vida e restaurou a minha família’. Eu acreditava, juro! 

Mas ele não parava. Fez com mulheres antes de mim, e outras depois de mim. Quando essa mudança vai ocorrer? Quando a pessoa quiser a mudança verdadeiramente. Eu acredito, sim, que Deus transforma, mas bem longe de mim, sem ouvir falar ou consumir o trabalho dessa pessoa. 

Todo mundo merece uma segunda chance, mas para mim, a chance de um agressor é ainda estar vivo e pagar pelo que causou no corpo de uma mulher que nunca mais vai esquecer o pesadelo que é sofrer violência doméstica.”, escreveu.

“Hoje eu agradeço a Deus pela transformação na minha vida, agradeço por estar viva e poder testemunhar que eu venci! Mas ainda dói muito pensar que, assim como eu, muitas mulheres já sofreram ou ainda sofrem violência doméstica. Denuncie, ligue 180, se for necessário, exponha nas redes sociais, sim! Coloca no jornal! Faz um sinal de fogo! Mas não se acomode com essa vida! Se eu venci, você também pode.”, finalizou.

Foto: divulgação

Fonte: Portal do Holanda

Deixe uma resposta