Carnaval 2018. regras!

Carnaval 2018. regras!

O governador em exercício e Secretário de Segurança Pública, Bosco Saraiva, alerta organizadores de eventos carnavalescos de rua de Manaus que o descumprimento das regras de segurança do Carnaval 2018 podem significar um bloqueio de licenças por um ano. No sábado (13/01), a portaria conjunta entre o Governo do Estado e Prefeitura de Manaus com as novas exigências foi apresentada aos organizadores.

Os blocos e bandas carnavalescas serão fiscalizados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). Em caso de irregularidades, os eventos poderão ser encerrados antecipadamente, como aconteceu com a banda do DJ Evandro Jr, na semana passada. Saraiva tem acompanhado as equipes de fiscalização e diz que o rigor é fundamental para garantir segurança à população.


FOTOS: VALDO LEÃO/SECOM

O comandante Geral do Corpo de Bombeiros, coronel Mauro Freire, explica que as ações estarão focadas na prevenção e fiscalização desses eventos. “São festividades que atraem grande público. Estaremos cumprindo a determinação feita do Governador Amazonino Mendes, exigindo regularização junto a Diretoria de Atividade Técnica para que os eventos ocorram com segurança para quem vai brincar carnaval e quem vai trabalhar também”, disse.

Para o período carnavalesco, foi criada a Portaria Conjunta da SSP-AM onde cada órgão do Sistema vai montar o efetivo de acordo com a competência. Até sexta-feira (12/01), 102 bandas de carnaval deram entrada no Corpo de Bombeiros. “Entraremos primeiramente com as exigências de funcionamento. Para um evento com uma estimativa de 2.500 pessoas, por exemplo, será exigida a atuação de cinco bombeiros civis no local. Na montagem de palco, o tamanho, capacidade de pessoas e o auto de responsabilidade técnica assinada por um engenheiro civil, na parte de sonorização, geradores e instalação elétrica, será necessário um auto devidamente assinado por um engenheiro eletricista. Se haverá fogos de artificio, outras exigências serão tomadas para esse fim”, informa o coronel Mauro Freire.

Já para eventos em ambiente fechado, a fiscalização será mais enérgica durante a festividade. “Continuaremos trabalhando ainda com mais rigor, nas operações de fiscalização de bares e casas de evento, pois com feriado prolongado, as pessoas procuram sair mais para se divertirem e nada melhor que proporcionar segurança de qualidade a população”, frisou o Comandante Geral.

Fonte: SECOM

 

Deixe uma resposta