Defesa Civil inicia operação na zona rural de Manaus

Defesa Civil inicia operação na zona rural de Manaus

Como parte da primeira etapa do planejamento das ações da Operação Cheia 2018 da Prefeitura de Manaus, a Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil de Manaus realizou neste sábado, 03/2, o primeiro levantamento de vistorias nas comunidades rurais localizadas no rio Amazonas, na zona rural de Manaus.

A ação tem como objetivo antecipar as atividades de prevenção e monitoramento nas áreas passíveis de alagação, por conta do fenômeno da cheia, para minimizar os impactos causados na capital amazonense e na zona rural de Manaus.

Ao todo foram visitadas 12 comunidades rurais que sofrem anualmente com a subida do rio Negro. São elas: União e Progresso, São Francisco, Assentamento Nazaré, São Pedro, Bom Sucesso, Santa Rosa, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Canaã, São Raimundo, Nossa Senhora do Carmo e Nova Cesaréia.

De acordo com o Departamento de Operações do órgão, cerca de 300 famílias da zona rural têm suas residências inundadas por conta do fenômeno, assim também como as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e as escolas municipais que atendem os moradores das comunidades.

Operação cheia 2018

As ações da operação cheia 2018 já teve início, ainda no mês de janeiro, com a participação das secretarias municipais de Infraestrutura (Seminf), da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semamsdh), de Meio Ambiente (Semmas), da Saúde (Semsa), de Educação (Semed), de Limpeza Pública (Semulsp), do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Guarda Municipal, Subsecretaria de Abastecimento, Feiras e Mercados (Subsempab) e Polícia Ambiental do Amazonas.

“Já iniciamos as ações de prevenção e monitoramento da operação cheia chamando as outras secretarias municipais envolvidas na operação, junto com a Defesa Civil, para planejar as ações preventivas nas áreas afetadas pela cheia em Manaus, e assim somando forças para atuar de forma mais imediata e eficaz junto às comunidades”, destacou o secretário do órgão, Cláudio Belém.

Fonte: Divulgação/Defesa Civil

Fotos: Divulgação/Defesa Civil

Deixe uma resposta