Prefeitura de Manaus assina contrato para construção do conjunto habitacional Cidadão Manauara II

Prefeitura de Manaus assina contrato para construção do conjunto habitacional Cidadão Manauara II

Em cerimônia realizada na manhã desta segunda-feira, 5/2, no Centro Cultural Palácio Rio Branco, Centro Histórico de Manaus, o prefeito Arthur Virgílio Neto assinou contrato com o Ministério das Cidades para construção do conjunto habitacional Cidadão Manauara II – Etapa A, que viabilizará o sonho da casa própria para mais 500 famílias de baixa renda.

Estavam presentes no evento, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy; o presidente da Caixa Econômica Federal, Guilherme Ochii; e o secretariado municipal. Manaus e São Luís (MA) foram as únicas capitais brasileiras que conseguiram viabilizar a assinatura do contrato pelo programa “Minha Casa, Minha Vida” até este início de 2018.

O prefeito destacou que a cidade de Manaus faz o dever de casa e, por isso, mantém seu equilíbrio fiscal, o que a credencia a conseguir esses e outros recursos para serem investidos na habitação. “Queremos começar a obra já. Vamos fazer o Manauara 2 e já obtivemos do presidente da Caixa Econômica e do ministro das Cidades uma perspectiva muito eminente de fazermos o Manauara 3”, afirmou Arthur Neto.

O ministro das Cidades explicou que novos investimentos devem acontecer no estado do Amazonas, dada a retomada econômica do país. “Estaremos promovendo uma nova seleção para investimentos em 2018, no aspecto do “Minha Casa Minha Vida”, dado o momento econômico e, especialmente, o ajustamento das contas públicas. Queremos celebrar essas 500 casas como o início, para que possamos ter outras possíveis metas de habitações”, disse  o ministro Alexandre Baldy.

O conjunto habitacional Cidadão Manauara II – Etapa “A” será construído em uma área de 25 mil metros quadrados, com recursos oriundos do programa do Governo Federal, na ordem de R$ 48 milhões. As unidades habitacionais serão divididas em, aproximadamente, 50 metros quadrados, com sala, dois quartos, cozinha e banheiro social.

A primeira etapa do Cidadão Manauara II, possuirá também três quadras e 25 blocos, portaria, área de recreação, playground, estação de tratamento de água e esgoto, além de estacionamento. Os beneficiados serão famílias carentes, que possuem renda familiar de no máximo três salários mínimos. A entrega das unidades está prevista para 2019.

A prefeitura de Manaus arcará com R$ 7 milhões como contrapartida do custo da obra. Essa quantia é referente ao valor do terreno e a renúncia fiscal que a prefeitura concederá à construção das unidades habitacionais de interesse social. A propriedade dos imóveis construídos será transferida pelo donatário para cada um dos beneficiários, segundo as regras estabelecidas no “Minha Casa, Minha Vida”.

A prefeitura possui um cadastro de 100 mil pessoas que buscam por uma moradia, conforme explicou o subsecretário municipal de Habitação e Assuntos Fundiários (Subhaf). “As quinhentas pessoas contempladas serão oriundas desse cadastro. Daremos prioridade às pessoas que veem de área de risco e de baixa renda, de zero a mil e oitocentos reais”, detalhou José de Arimatéia Viana.

Outros projetos

Além das 500 unidades do Cidadão Manauara II – Etapa “A”, este ano, a Subhaf ainda irá requalificar, aproximadamente, 500 moradias precárias, habilitando-as como novas moradias, dignas de seus cidadãos, por meio do programa “Cartão Reforma”.

Moradias

No ano passado, o prefeito Arthur Virgílio Neto entregou 784 unidades habitacionais pelo residencial Cidadão Manauara I, contemplando famílias com renda mensal de até R$ 1.600, sendo a maioria oriunda de áreas de risco da cidade. Em 2014, também foram entregues outros 204 imóveis pelo Programa de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Socioambiental de Manaus (Prourbis), no bairro Jorge Teixeira, zona Leste.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Semcom

Fotos: Alex Pazuello / Semcom

Deixe uma resposta