Amazonino afirma que segunda parcela do 13° será paga no dia 14 para servidores

Amazonino afirma que segunda parcela do 13° será paga no dia 14 para servidores
Foto: BNC Amazonas

Governador Amazonino Mendes determinou que a segunda parcela do 13° salário dos servidores estaduais será paga no dia 14 de dezembro. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (30), durante a inauguração do novo trecho da avenida das Torres. Serão injetados um total de R$ 150 milhões na economia do estado, que deverão aquecer o comércio local neste final de ano.

Quando questionado sobre o pagamento do 13° salário aos servidores, o governador demonstrou tranquilidade quanto as finanças do estado. “Está tudo em paz no meu governo, as finanças estão organizadas, hoje é um dos estados mais equilibrados da federação e no que diz respeito à previdência é o primeiro lugar no Brasil, então no dia 14 nós vamos pagar”, afirma Amazonino.

Desde o início da gestão Amazonino, o controle nas finanças públicas, juntamente com a cautela nos planejamentos dos investimentos, permitiram que a primeira parcela do benefício fosse paga em julho deste ano. Mais de 110 mil de servidores, entre ativos, aposentados e pensionistas receberam o benefício.

De acordo com a análise feita pelo secretário de Estado da Fazenda do Amazonas (Sefaz-AM), Alfredo Paes, o cumprimento do calendário na gestão Amazonino foi permitido por conta do equilibro fiscal que o Estado se encontra. “Desde outubro de 2017 ações como análise, revisão, auditoria, repactuação dos contratos e, consequentemente, uma readequação da legislação tributária fizeram com que a receita do estado fosse mantida numa posição confortável”, comentou o secretário.

Resultados

Na gestão atual, o Amazonas alcançou a 4ª melhor posição entre os estados do Brasil em resultado primário, que é a diferença entre as receitas e despesas. No caso do Governo do Amazonas, a diferença se mantém em R$ 607 milhões. Este resultado supera todos os estados das regiões norte, nordeste e sul do país.

Além disso, segundo o último relatório do Tesouro Nacional, divulgado neste mês, o Amazonas está entre os dez estados brasileiros que estão com suas contas equilibradas. De acordo com os dados, o Estado foi um dos poucos em que mais arrecadou do que empenhou despesas.

Reportagem: Thaissa Graminho

Deixe uma resposta