’13/12/2019’

Ala de politrauma do HPS João Lúcio fica alagada por conta de goteiras; Confira o vídeo!

Ala de politrauma do HPS João Lúcio fica alagada por conta de goteiras; Confira o vídeo!
Imagem ilustrativa

Parte do Setor do Politrauma do Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste de Manaus, ficou alagado na noite desta segunda-feira (8), após forte chuva, deixando um caos a unidade pública de saúde e gerando muitas reclamações dos pacientes e acompanhantes que estavam no local.

Um vídeo registrado por uma pessoa que preferiu não se identificar, mostra pacientes e acompanhantes do Setor do Politrauma, ocupando o espaço alagado devido a goteiras na cobertura da unidade.

Para o presidente licenciado do Sindica dos Médicos do Estado do Amazonas (Simeam), Dr. Mario Vianna, esse registro é mais do que contundente que o caos de fato existe e expõe toda a situação que é a saúde pública hoje no Amazonas.

“O setor de urgência e emergência que atende grande parte dos usuários, está sendo prejudicado. Parece até que isso está sendo feito de forma proposital para desqualificar homens e mulheres das empresas médicas, enfermagem, técnicos, que durante anos doaram suas vidas para salvar vidas, e agora o atual governo está omitindo que esse caos existe. Vamos levar essas denúncias ao ministério da saúde numa reunião agendada para o dia 24/07”, afirmou o presidente licenciado.

De acordo a denúncia, o setor é considerado um “depósito de pacientes”, que são atendidos e internados de forma completamente, inadequada e até desumana. “Além de faltar todo tipo de insumos, medicamentos e materiais, ainda temos que trabalhar em condições precárias”, disse um trabalhador.

O vídeo mostra que as goteiras surgem no mesmo local onde há uma lâmpada, representando um risco ainda maior para pacientes e trabalhadores com um possível curto-circuito na instalação elétrica.

A situação causou transtornos para quem estava na unidade de saúde, que é considerada referência, já que atende casos de urgência e emergência. O hospital é de responsabilidade da Secretaria de Estado de Saúde (Susam).

Confira o vídeo:

Deixe uma resposta