’04/07/2020’

Nível do Rio Negro reduz mais de 30 cm nos últimos dias, aponta CPRM

Nível do Rio Negro reduz mais de 30 cm nos últimos dias, aponta CPRM

Com o fim do período chuvoso, o nível do Rio Negro já conta com a redução de 31 cm nos últimos 17 dias. A medição foi divulgada pelo Porto de Manaus. De acordo com o boletim de monitoramento do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), a bacia já está em processo de vazante.

Neste ano, a cota máxima atingiu 29,42 metros, superando o estimado pelo CPRM – que previa uma variação entre 29,18 metros a 29,33 metros.

A cota máxima foi alcançada no dia 22 de junho e se manteve até o dia 25 do mesmo mês. A partir do dia seguinte, o nível do rio começou a ter uma redução – em média – de até 3 cm por dia.

Somente neste mês de julho, a cota reduziu 22 cm, chegando a 29,10 m.

Segundo boletim hidrometeorológico do CPRM, o Rio Negro apresentou nas estações analisadas cotas estáveis nas últimas semanas. Entretanto, no Porto de Manaus, houve redução do nível.

A cota histórica máxima já atingida pelo rio foi de 29,97 metros em maio de 2012. Já a mínima histórica foi de 13,63 metros, em outubro de 2010.

Estiagem em outras calhas

Em levantamento realizado pelo CPRM, as calhas dos rios Solimões, Purus, Madeira e Amazonas também já iniciaram o processo de vazante.

Apesar do Rio Solimões apresentar cotas expressivamente altas para o atual período do ano na maioria das estações monitoradas, ele está em processo de vazante em toda a bacia hidrográfica. Em Tabatinga por exemplo, a cota é de 9,11 metros na sexta-feira (12).

Na primeira quinzena de junho, as águas do Solimões invadiram o município do Careiro da Várzea e transformaram a paisagem e a vida dos moradoresPontes de madeira foram construídas pelo poder público para auxiliar a mobilização da população. O Careiro da Várzea possui mais de 30 mil habitantes. Aproximadamente 95% do município foi construído em terras alagáveis durante a cheia.

Já na região da foz do Rio Purus – na estação do município de Beruri – o nível do rio vem reduzindo nos últimos dias, em processo de vazante com 21,21 metros.

Ainda de acordo com o CPRM, em Humaitá, o Rio Madeira se encontra em processo de vazante. Ele desceu 60 cm nos últimos dias.

Já o Rio Amazonas apresenta cotas altas para o período nas estações monitoradas, porém reduzindo o nível nas últimas semanas, em processo de vazante.

Deixe uma resposta