’24/08/2019’

Sergio Chapelin vai deixar a bancada do Globo Repórter

Sergio Chapelin vai deixar a bancada do Globo Repórter

Um longo e-mail chegou às caixas de entrada dos funcionários da rede Globo nesta sexta-feira (09/08/2019) trazendo novidades. Ali Kamel, diretor de jornalismo da emissora, divulgava diversas mudanças no programa e uma, em especial, deixou muita gente emocionada: Sérgio Chapelin não é mais um dos apresentadores globais.

Tendo chegado à Globo em 1972, ele se tornou, ao lado de Cid Moreira, o exemplo de como um âncora de um programa jornalístico deve se comportar. E Kamel não economizou elogios. “Conversar com Sérgio é sempre um prazer. Algo na natureza dele o faz ser o mesmo de quando começou na Globo, quase cinquenta atrás, um pioneiro: a vitalidade, a voz, a energia, o carisma são os mesmos (temperados pelos cabelos grisalhos)”, escreveu.

Porém, deixou claro que Chapelin não está saindo da Globo, somente do Globo Repórter, pois ficará marcado na história do canal. “Sérgio deixará o Globo Repórter no fim de setembro. Mas não deixará a Globo. Como Cid Moreira, continuará ligado à emissora que a ele é tão grata. Tenho certeza de que falo por todos nós, seus colegas, quando, em nome da TV Globo, agradeço seu trabalho magistral. Sérgio, muito, muito obrigado. Sua contribuição ao nosso jornalismo é imensurável”, completou.

Mudanças
Com a saída de Sérgio, Sandra Annenberg assumirá o semanal, ao lado de Glória Maria. Com isso, a vaga para âncora do Jornal Hoje ficará com Maju Coutinho. “Como substituir alguém como Sérgio Chapelin? Com duas das mais completas e consagradas jornalistas da televisão brasileira, Glória Maria e Sandra Annenberg. Conversei com elas e fiquei imensamente feliz ao perceber o entusiasmo delas diante do novo desafio, tanto Sandra como Glória. O Globo Repórter, eu sei, empolga todos nós jornalistas, porque é um programa vitorioso, de altíssimo nível”, escreveu Ali.

E acrescentou, sobre Maju: “Agora, como titular da apresentação do Jornal Hoje, Maria Júlia Coutinho repetirá um caminho que Sandra Annenberg também trilhou, do mapa tempo para a bancada. E o público poderá acompanhar mais essa etapa de uma carreira solidamente construída e merecidamente aplaudida”.

Deixe uma resposta