25 pessoas são detidas por abrirem lojas na Zona Leste de Manaus

25 pessoas são detidas por abrirem lojas na Zona Leste de Manaus
Empresários tiveram os estabelecimentos fechadas | Foto: Divulgação

Manaus – 25 pessoas foram detidas na tarde desta quarta-feira (3), por descumprimento ao decreto estadual que determina o fechamento de serviços não essenciais. Os estabelecimentos comerciais deles estavam funcionando de forma clandestina na Zona Leste de Manaus, na área de abrangência da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). 

Conforme o capitão Soeiro, a ação aconteceu em diversos pontos distintos e foram identificados o funcionamento irregular de lojas de confecções, sapatarias, salão de beleza, esmaltarias e lojas de DVDs. 

As lojas foram fechadas e os proprietários detidos e encaminhados à Delegacia Geral de Polícia Civil, onde foram adotados os procedimentos cabíveis.

Multa de R$ 100 mil

O Procon-AM multou em R$ 100 mil uma empresa de grande porte após nova reincidência no descumprimento do decreto. As equipes do órgão constataram que o comércio, localizado na Avenida Constantino Nery, bairro Chapada, segue funcionando com atendimento presencial. 

Essa foi a terceira vez que o estabelecimento foi flagrado descumprindo o decreto. Com isso, a multa de reincidência, que seria de R$ 50 mil, duplicou

Veja quais serviços podem funcionar em Manaus: 

• Supermercados varejistas e atacadistas de pequeno, médio e grande porte e padarias – das 6h às 19h, com venda restrita a produtos de higiene, limpeza e alimentação; 

• Drogarias e farmácias – 24 horas, com venda restrita a produtos de higiene, medicamentos e outros produtos farmacêuticos; 

• Mercados e feiras – das 4h às 15h; 

• Delivery de serviços de alimentação – das 6h às 22h; 

• Indústria – em turno de 12 horas (exceção para alimentos e produtos farmacêuticos e hospitalares); 

• Transporte de cargas – apenas de produtos essenciais, como alimentação, combustíveis e produtos da área da saúde e segurança; 

• Postos de combustíveis (sem a abertura de lojas de conveniência); 

• Fábricas de itens para embalagem de alimentos, bebidas, limpeza, higiene pessoal e remédios, além de sacolas para supermercado; 

• Delivery para vendas de materiais elétricos, hidráulicos e pneumáticos – das 8h às 17h; 

• Delivery para vendas de peças de veículos pesados (ônibus, caminhão e ambulância) – das 8h às 17h;

__________

(Fonte: Portal Em Tempo)

Deixe uma resposta