Palmeiras perde para Tigres e dá adeus ao Mundial de Clubes

Palmeiras perde para Tigres e dá adeus ao Mundial de Clubes
Foto: reprodução.

O Palmeiras viu o sonho de conquistar o Mundial de Clubes da Fifa chegar ao final neste domingo (7) ao ser derrotado por 1 a 0 pelo Tigres (México) pelas semifinais da competição em partida realizada no estádio Cidade da Educação, em Doha (Catar).

Agora, o Tigres encara na grande decisão quem levar a melhor na outra semifinal, que será disputada entre o campeão da Liga dos Campeões da Europa, o Bayern de Munique (Alemanha), e o campeão da Liga dos Campeões Africana, Al-Ahly (Egito). Alemães e egípcios se enfrentam na próxima segunda (8), a partir das 15h (horário de Brasília).

Equilíbrio no 1º tempo

Palmeiras e Tigres fizeram um jogo muito equilibrado, em busca de uma vaga para a decisão da competição. Muito organizada, a equipe do México consegue a primeira oportunidade clara logo aos 3 minutos, quando Luis Rodríguez cruza para cabeçada perigosa de González. Mas o goleiro Weverton faz grande defesa.

Nos primeiros minutos do confronto, os campeões da Libertadores encontram muitas dificuldades de criar pelo meio, sofrendo demais com a forte marcação do Tigres. Assim, a melhor chance do Palmeiras só vem aos 17 minutos, quando Rony bate de muito longe, mas o goleiro Guzmán defende parcialmente, permitindo que Gabriel Menino chegue livre para chutar para fora. Mas o lance não valeu, pois o palmeirense estava impedido.

O confronto era equilibrado, e o time do México consegue outra boa oportunidade aos 33 minutos. O francês Gignac recebe na ponta esquerda e chuta forte, e cruzado. Mas Weverton volta a defender com segurança.

O Tigres se anima de vez na partida e, três minutos depois, chega novamente com perigo, com Gignac cabeceando com perigo para nova defesa do camisa 1 do Palmeiras.

Gignac decide

Logo no início da etapa final, o Tigres consegue abrir o placar. Aos 6 minutos, o zagueiro Luan derruba González dentro da área do Palmeiras. O juiz marca pênalti e Gignac vai para a cobrança. O artilheiro francês bate forte e rasteiro no canto direito de Weverton, que pula certo, mas não consegue defender.

Aos 11 minutos, Rony chega a balançar a rede do gol defendido pelo goleiro Guzmán, mas ele estava impedido. E o lance foi anulado.

Com a vantagem no placar, o Tigres se segura um pouco mais atrás e sai em velocidade no contra-ataque, especialmente pela esquerda, onde Quiñones tem muita liberdade e cria ótima jogada aos 17 minutos.

O time paulista sofre demais com a estratégia dos mexicanos de usar a linha de impedimento, perdendo boas oportunidades aos 21 e 23 minutos, quando Luiz Adriano e Rony ficam, respectivamente, em posição irregular.

Aos 31 minutos o Palmeiras quase consegue o empate. Mayke lança Willian na direita, o atacante avança em velocidade e cruza para Luiz Adriano, que, dentro da área, fura o chute.

Sete minutos depois, o camisa 10 tem outra chance de marcar, quando recebe nova bola de Willian e bate forte por cima do gol do Tigres.

De forma desorganizada, a equipe brasileira continua pressionando, e chega com perigo aos 43 minutos, quando Gustavo Scarpa lança Rony na área, mas o goleiro Guzmán se antecipa e fica com a bola.

O último suspiro do time brasileiro vem já nos acréscimos, quando Viña aproveita sobra de bola da entrada da área para chutar com perigo.

Mas o Tigres conseguiu segurar a vitória até o final e garantiu a vantagem até o final, se classificando para a grande decisão do Mundial de clubes.

Disputa pelo 5º lugar

Antes de o Tigres garantir a vaga na decisão da competição, o Al-Duhail (Catar) garantiu a 5ª posição da competição após derrotar o Ulsan Hyundai (Coreia do Sul) por 3 a 1. A vitória do time da casa começou a ser construída aos 21 minutos do primeiro tempo com gol do brasileiro Edmílson Júnior.

No início do segundo tempo, o Ulsan empatou graças a gol de Yoon Bit-Garam. Mas Mohammed Muntari e Almoez Ali marcaram para garantir a vitória final do Al-Duhail.

————

Fonte: Agência Brasil

Deixe uma resposta