Quatro casas desmoronam em Boca do Acre, no interior do AM, por conta da cheia

Quatro casas desmoronam em Boca do Acre, no interior do AM, por conta da cheia
Quatro casas desmoronam em Boca do Acre por conta das cheias — Foto: Defesa Civil de Boca do Acre

Quatro casas desmoronaram nesta sexta-feira (26), no município de Boca do Acre, a 1.557 km de Manaus, por conta das cheia dos rios Acre e Purus. Não houve feridos. A Defesa Civil informou que 90% da cidade já foi afetada pelas águas da enchente. A Prefeitura decretou situação de calamidade pública e a inundação afetou o serviço de saúde.

No dia 20 de fevereiro, Boca do Acre entrou em situação de emergência após a publicação de um decreto, mas a Prefeitura informou que “a situação vem se agravando”.

Nesta sexta-feira (26), a Defesa Civil de Boca do Acre informou que a régua aponta que a cota atual do nível do rio está em 20,44 m. Mais de 6 mil famílias foram prejudicadas.

Nesta quinta-feira (25), o fornecimento da água potável em Boca do Acre foi suspenso devido a enchente. De acordo com a Defesa Civil do município, as bombas de Água do Serviço de Abastecimento (SASBA) foram inundadas.

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que foram realizadas na terça e quarta-feira (23 e 24) no Amazonas foram suspensas em Boca do Acre por conta da dificuldade de locomoção aos locais de provas.

As atividades educacionais em geral foram suspensas, bem como o serviço de saúde, que é um dos atendimentos mais comprometidos. O nível da água atingiu oito dos nove prédios destinados ao serviço de saúde.

Nesta sexta-feira (26), Boca do Acre foi um dos municípios que recebeu lotes de vacina contra a Covid-19.

O governo do Estado informou que deslocou uma equipe técnica ao município para avaliar os impactos da enchente na localidade. O diagnóstico, que incluirá os danos econômicos e sociais, ajudará a traçar a estratégia emergencial de socorro às vítimas, em cooperação com a Prefeitura Municipal.


Fonte: G1 Amazonas

Deixe uma resposta