’24/08/2019’

Wanderley Modesto, ex-repórter do Canal Livre, vai processar série da Netflix

Wanderley Modesto, ex-repórter do Canal Livre, vai processar série da Netflix

Wanderley Modesto, conhecido como “O Homem do Sapato Azul”, que trabalhou com o ex-deputado Wallace Souza, no programa Canal Livre, disse que teve a imagem manchada na série-documentário “Bandidos Na TV”, lançada na sexta-feira (31) na plataforma de Streaming Netflix,

O profissional informou disse que não concorda com a abordagem da série e diz que vai buscar seus direitos na Justiça, após ter sua imagem vinculada com a de Wallace,  que foi  acusado de ordenar assassinatos para exibir no programa policial. A produção da série entrevistou pessoas ligadas ao programa, como amigos, parentes e fontes policiais.

Ele adiantou que também entrou em contato com representantes da Ordem dos Advogados do Brasil do Amazonas (OAB-AM).

Wanderley aparece em vários episódios do documentário que exibe trechos de reportagens feitas por por ele, na época contratado pelo Canal Livre. “Minha imagem era usada no programa, que pagava meu salário. Eu não posso permitir que essa produtora use o conteúdo em uma série que me associa como criminoso”, disse.

O documentário

Com direção do britânico Daniel Bogado, a série tem sete episódios. O primeiro capítulo da série conta a trajetória do político na capital amazonense e ainda traz depoimentos de familiares, jornalistas, políticos e policiais do “Caso Wallace”, como ficou conhecida a investigação.

Deixe uma resposta