Wilson Lima garante rigor na apuração da morte de policiais militares em Nova Olinda do Norte.

Wilson Lima garante rigor na apuração da morte de policiais militares em Nova Olinda do Norte.

 

O governador do Amazonas, Wilson Lima, prestou homenagens aos militares que morreram na noite de ontem (03/08), durante operação contra o narcotráfico no rio Abacaxis, município de Nova Olinda do Norte, distante 135 quilômetros de Manaus. Durante discurso na inauguração da Base Fluvial Arpão, na manhã desta terça-feira (04/08), ele garantiu assistência às famílias do 3º sargento Manoel Wagner Silva Souza e do cabo Márcio Carlos de Souza, da Polícia Militar do Amazonas.

O governador, que dirigiu a fala às forças de segurança do Amazonas, frisou que o Estado dará uma resposta à sociedade.

“Cumpriram, de forma muito honrosa e aguerrida, a missão que a eles foi dada, de muitas vezes deixar suas famílias para proteger a sociedade amazonense, sobretudo as do interior e aquelas que estão mais suscetíveis à ação dessas organizações criminosas. Nossos cumprimentos aos familiares desses policiais. O sargento deixa três filhos e o cabo deixa um filho e uma mulher grávida. O Estado tem dado suporte a essas famílias e vai dar uma resposta dura ao que aconteceu”, assegurou Wilson Lima.

Ele destacou, ainda, que o coronel Ayrton Norte, comandante-geral da Polícia Militar do Amazonas, está na região. “Determinei que ele comandasse essa operação. Inclusive destacamos uma lancha blindada, que faz parte desse conjunto da Base Arpão, para que pudesse atuar lá. Determinei a ele: ‘Só volte a Manaus quando tiver uma resposta efetiva do que aconteceu’. Não existe resposta mais significativa do que punir essas pessoas e coibir essas atividades criminosas que acontecem há algum tempo no estado do Amazonas”, enfatizou o governador.

“Aqui, mais uma vez, minhas condolências à família, a toda a tropa, amigos e a todas as nossas forças de segurança”, acrescentou Wilson Lima.

Suporte – O diretor de Operações da Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Leandro Almada, que representou o ministro André Mendonça no evento, garantiu o apoio imediato do Governo Federal na intensificação do combate ao crime organizado na região do rio Abacaxis.

“Já falei com o nosso coordenador de fronteiras, e a gente sabe desse esforço concentrado que o governador tem que mandar agora, para o rio Abacaxi. Conte conosco para o financiamento do efetivo durante todo o período que o senhor precisar. A primeira medida é dar esse suporte, e o senhor pode contar com a gente”, assegurou Almada.

“A resposta tem que ser no sentido de desarticular as organizações criminosas. Nós nos sensibilizamos muito com a situação que aconteceu ontem à noite. Meus sentimentos especiais a família”, disse o coordenador-geral de Fronteiras da Seopi, do MJSP, Eduardo Bettini.

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates, solicitou um minuto de silêncio de todos os presentes na solenidade de inauguração da Base Arpão, antes de iniciar sua fala. “Esses nossos policiais cumpriram uma parte do juramento que nós não gostaríamos nunca de cumprir, que é dar a vida em defesa da segurança da nossa sociedade”, observou Bonates.

Fonte: Secom

Deixe uma resposta