Astronomia Indígena é tema de evento gratuito do Sesc Amazonas

Astronomia Indígena é tema de evento gratuito do Sesc Amazonas

Durante a próxima semana, o Sesc Amazonas vai promover a terceira Semana de Astronomia Indígena com tema “Etnoastronomia: Saberes Tradicionais de Geração a Geração”, com palestras, debates e oficinas online e gratuita sobre o tema. O evento será transmitido pelo canal do Sesc Amazonas no Youtube , aplicativo Microsoft Teams e, nas redes sociais da Instituição, entre os dias 24 a 26 de agosto, das 14h às 17h.

O evento é uma parceria do Sesc Amazonas com o Departamento de Física da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Os interessados podem se inscrever, até o dia 22 de agosto, através do site: https://cutt.ly/astronomia.

De acordo com o Sesc Amazonas, a Semana de Astronomia Indígena busca valorizar a cultura indígena regional, compreendendo que a observação do céu sempre esteve na base de conhecimento das sociedades. Os indígenas são profundos conhecedores do seu ambiente, plantas, animais e observam a influência da astronomia do dia a dia.

O evento inclui também certificação digital e palestras com representantes da Ufam, Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia da Universidade do Estado do Amazonas (NEPA/UEA), Projeto Cosmos (Ufam) e do CAUFAM.

Entre os palestrantes estão, Nélio Sasaki, professor titular e coordenador do Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia da UEA, que falará sobre os diferentes olhares da Astronomia Indígena. Os espectadores poderão deixar simultaneamente suas perguntas por meio de chat, que serão respondidos pelos oradores.

Walter Esteves, professor mestre da Ufam, Farney Tourinho de Souza, representante indígena, Vânia Vanuchi, professora de química, além de professores da Sala de Ciências do Sesc também estarão palestrando.

Confira o tema das palestras:

  • “ ET`s no Cinema: A Ciência nas telonas e da nossa vida real”;
  • “A interferência dos astros na vida dos povos indígenas”;
  • “Os Saberes tradicionais indígenas e as relações céu-terra”;
  • “Ensino de Ciências por meio da temática indígena”;
  • Roda de Conversa: “A Astronomia como ferramenta multidisciplinar no Ensino Médio”.

 

Fonte: Revista Cenarium.

Deixe uma resposta