Amazonas começa a vacinar policiais e bombeiros com doses de reserva técnica que vencem em abril

Amazonas começa a vacinar policiais e bombeiros com doses de reserva técnica que vencem em abril

O Amazonas começou a vacinar neste domingo (28) profissionais da área da segurança pública. As doses destinadas para a imunização dos agentes são de uma reserva técnica do Plano Nacional de Imunização (PNI). Algumas delas, inclusive, vencem em abril, conforme disse o secretário de Saúde do estado, Marcellus Campelo.

O secretário não detalhou quantas doses têm prazo de validade em abril ou se há risco de perder o imunizante. O Amazonas já recebeu 1.079.520 doses de vacinas contra a Covid-19 desde janeiro deste ano. A última remessa, de 44,9 mil doses, chegou ao estado na sexta-feira (26).

“Essas doses fazem parte da reserva técnica computada nas remessas enviadas ao Amazonas pelo PNI. Então nós temos essa reserva técnica com vacinas da Astrazeneca que, inclusive, vão vencer em abril. Essa reserva equivale a cinco mil doses, que foram autorizadas pela Justiça Federal a aplicação para profissionais que estejam na linha de frente nas ruas”, explicou.

Outras doses que também vão vencer em abril são aquelas destinadas aos indígenas aldeados. Segundo Câmpelo, existe um movimento do Conselho de Secretários de Saúde Municipais para que essas doses sejam transferidas para os municípios para evitar o risco de perdê-las.

“Pelo cadastro da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) é um volume grande de vacinas ainda não aplicadas nos povos indígenas pelos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dseis) de cada região. E é um pleito do conselho de secretários municipais pedindo que essas doses sejam revertidas para os municípios. Essas doses vencem em abril e precisamos tomar uma decisão junto ao PNI nacional e estadual para o redirecionamento ou não”, disse.

No entanto, por se tratar de um assunto de competência federal, o estado não tem gerência sobre a pauta.

Em relação aos profissionais da segurança pública, cerca de cinco mil devem ser vacinados nesta semana em Manaus. Questionado se os profissionais do interior também serão vacinados, o governador Wilson Lima, que acompanhou a abertura da campanha de imunização, resumiu: “Vamos estender também”.

Um dos agentes que foi vacinado neste primeiro dia de imunização das forças de segurança foi o delegado plantonista do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Filipe Albuquerque. Ao G1, disse que a vacina ajuda ainda mais no trabalho e que perdeu muitos colegas de profissão para a Covid.

“Não paramos, trabalhamos durante toda a pandemia, dessa forma a imunização ajuda a gente a dar continuidade ao nosso trabalho, que é está junto à população. E perdemos muitos colegas trabalhando, que estavam nos ajudando”, desabafou o delegado.

Na sexta-feira (26), a vacinação dos profissionais chegou a ser questionada na justiça pela Defensoria Pública da União. O pedido foi direcionado ao juízo da 1ª Vara Federal do Amazonas e busca garantir o seguimento da imunização de pessoas com comorbidades (doenças preexistentes), em obediência à ordem de prioridade estabelecida no Plano Nacional de Imunização (PNI).

Jogos de Futebol no Amazonas

Durante o evento, o governador Wilson Lima também falou que chegou a ser consultado por dirigentes do futebol sobre a possibilidade do estado receber partidas de futebol nos próximos meses, como, por exemplo, Flamengo x Palmeiras. No entanto, Lima não deixou claro quem o procurou, mas disse que as decisões serão tomadas com cautela e com base nos números da pandemia no estado.

Até este sábado (27), o estado já acumulava quase 12 mil mortes em decorrência da Covid-19 e mais de 345 mil casos da doença.

“Só vamos fazer quando tivermos segurança sanitária e aval dos nossos profissionais da área de saúde, de vigilância. Fomos consultados por alguns agentes de trazer alguns jogos para o estado, mas é um assunto que tratamos com muita cautela”, encerrou.

Delegado foi vacinado neste domingo (28). — Foto: Matheus Castro/G1
Governador acompanhou início da imunização dos agentes de segurança pública. — Foto: Matheus Castro/G1

Fonte: G1 Amazonas

Deixe uma resposta