Promotora de vendas denuncia que foi tirada do trabalho e agredida na rua por ex-namorado em Manaus

Promotora de vendas denuncia que foi tirada do trabalho e agredida na rua por ex-namorado em Manaus

A promotora de vendas Camila Yuki Saboia, de 21 anos, denunciou o ex-namorado, de 29 anos, por agressão física, no Centro de Manaus, nesta quinta-feira (15). Ela conta que trabalhava quando o homem entrou na loja, a puxou para a rua e cometeu o crime.

Camila disse que os dois discutiram por conta de um desentendimento que tiveram no dia anterior, e as agressões físicas começaram quando ela ameaçou levar o caso à polícia. Na noite desta quinta, ela registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM).

De acordo com a vítima, na noite de quarta-feira (14), ela estava em uma reunião de família junto do ex-namorado. Em certo momento, ele teve uma discussão com a tia dela e agrediu a familiar.

Saboia relatou, ainda, que enquanto trabalhava, já na manhã desta quinta, o homem apareceu e a puxou pelo braço para a Avenida Sete de Setembro. O casal teve uma discussão na rua.

“A gente brigando, ele se descontrolou e eu disse que queria que ele fosse preso pelo que ele fez com a minha tia. Quando falei em prisão, foi quando ele se descontrolou total e começou a me socar, me agredir, na frente de todo mundo e ninguém fez absolutamente nada”, disse Saboia.

Após ter sido agredida pelo ex-namorado, ela contou que voltou até a loja e pediu para que o segurança trouxesse as coisas dela e deixou o local. Ela contou que decidiu ir para casa após ter ficado envergonhada pelo ocorrido no ambiente em que trabalha.

As amigas de Saboia a encorajaram a buscar a polícia e denunciar o ocorrido. Ela foi até a delegacia, na noite desta quinta-feira (15), e registrou um Boletim de Ocorrência (B.O.) contra o homem.

“Eu espero que aconteça algo, de fato. Eu espero que ele vá preso, responda pelo que ele fez, para que ele não faça novamente com outras mulheres. Tenho medo. Inclusive, agora vou ficar na casa de uma amiga, porque se ele fez isso com o meu rosto em plena via pública, em plena luz do dia, imagina o que ele não pode fazer se estiver só eu e ele”, lamentou.

Ainda conforme a vítima, ela e o homem tinham um relacionamento de cinco anos e esta não foi a primeira vez que ela foi agredida por ele. Ela contou que já havia registrado outros dois B.O.s contra o homem pelos crimes.

Até a publicação desta matéria, Camila encontrava-se prestando depoimento à delegada. A Rede Amazônica aguarda esclarecimento da polícia sobre as medidas que serão adotadas.

Violência doméstica

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), nos dois primeiros meses de 2021, 2.417 casos de violência doméstica já foram registrados pela polícia em Manaus.

Entre os casos, os que mais tiveram registros foram os crimes de ameaça, com 726 denúncias, injúria, com 713, e crimes de lesão corporal, com 375 ocorrências entre janeiro e fevereiro de 2021, conforme a SSP-AM.


Fonte: G1 Amazonas

Deixe uma resposta