Integrantes do Comando Vermelho são presos durante operação “Radar”, em Manaus

Integrantes do Comando Vermelho são presos durante operação “Radar”, em Manaus

 

A Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), deflagrou, na tarde de quinta-feira (6), a operação “Radar”, que prendeu 14 integrantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) na avenida Panamá, no bairro Nova Cidade, na Zona Norte de Manaus.

Segundo a polícia, o bando participou de um intenso tiroteio, registrado na noite de terça-feira (5), na comunidade Fazendinha, no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte. Dos 14 presos, Ransci da Costa Furtuoso, de 29 anos, o “Azul”, e Williams Roger da Rocha Veiga, de 37 anos, conhecido como “Maik”, foram presos após denúncias anônimas.

A dupla foi detida em um carro Gol, de cor preta, após a guarnição da Rocam identificar o veículo no bairro Nova Cidade. Com eles, os policiais militares encontraram um revólver calibre 38, com três munições no banco traseiro e um tablete de droga no porta luva. “Azul” e “Maik” planejavam um homicídio na invasão Itaporanga, no mesmo bairro. Os dois homens são considerados chefes da quadrilha.

Após as prisões, a Rocam organizou a operação e chegou a uma residência na avenida Panamá, onde prendeu o restante do bando. São eles: Welisson dos Santos Albarado, de 26 anos; Aguison Michel de Souza, de 31 anos; Daniel Luiz Fonseca, de 26 anos; Jeferson da Silva Moldes, de 29 anos; Renan Morais de Lima, de 18 anos; Sara Regina da Silva Cintra, de 29 anos, e os irmãos Elizeu Anunciação de Souza, de 24 anos, e Ezequiel Anunciação de Souza, de 29 anos.

De acordo com as informações da polícia, todos os presos fazem parte da facção criminosa Comando Vermelho. O grupo também é apontado como responsável pela morte de Carlos Alexandre Melo dos Santos, de 24 anos, conhecido como “Carlinhos”.

Conforme relatos de testemunhas, o jovem havia sido sequestrado nas proximidades de um campo de futebol, por um grupo de 20 pessoas. “Carlinhos”, fazia parte da facção rival Família do Norte (FDN), foi encontrado morto na manhã de quinta-feira (6), com um tiro na cabeça na comunidade Alfredo Nascimento, no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte de Manaus.

A quadrilha foi apresentada na manhã desta sexta-feira (7), durante coletiva de imprensa no prédio da Delegacia Geral de Polícia Cívil do Amazonas (PC-AM), no bairro Dom Pedro, na Zona Centro-Oeste.

Além dos presos, foram apreendidos três pistolas 9mm, com 60 munições intactas, duas pistolas 940, com 24 munições intactas, e uma pistola PT100, com 13 munições intactas. Também foram apreendidos quatro rádios comunicadores portáteis e mais três pistolas calibre ponto 40, com 168 munições intactas.

Com informações da assessoria

Deixe uma resposta