Pepsi fecha as portas e deixa a Zona Franca de Manaus

Pepsi fecha as portas e deixa a Zona Franca de Manaus

A empresa Pepsi-Cola resolveu fechar as portas e abandonar a Zona Franca de Manaus. O anúncio foi feito na última sexta-feira (30) e os colaboradores foram orientados a não mais retornarem aos trabalhos na empresa nesta segunda-feira (3).

Imagem de Divulgação

 

Não foi informado pela Pespi o número de funcionários que ficarão desempregados, e muitos acreditam que a decisão de fechamento da empresa se deu por conta da drástica diminuição de incentivos do Governo Federal decretado pelo presidente Michel Temer no mês de maio deste ano. O decretou reduziu a alíquota de 20% para 4%, o que desagradou fortemente as empresas do Polo Industrial que se estabeleceram em Manaus por conta dos incentivos. Muitos especialistas já haviam previsto saídas de empresas em efeito cascata.

Das empresas estabelecidas na Zona Franca apenas pelos incentivos, a Pepsi foi a primeira a sair,  mas os economistas acreditam que, se nada for feito, outras seguirão o mesmo caminho em breve, migrando para outras regiões do país que sejam mais estratégicas e melhor localizadas do que a Zona Franca.

A Pepsi-Cola informou que está prestando todo o suporte para os funcionários e não informou se vai realocar a empresa em outro estado, ou se será definitivamente desativada.

Reportagem: Paulo Henrique Caminha

Deixe uma resposta