Prefeitura cria grupo integrado para supervisionar obras em Manaus

Prefeitura cria grupo integrado para supervisionar obras em Manaus

Visando efetivar o ambiente de colaboração para integrar o planejamento de obras, a partir do compartilhamento dos planos de expansão e execução de projetos da administração pública ou privada, e minimizar impactos das obras, a Prefeitura de Manaus criou o Grupo de Trabalho de Monitoramento e Supervisão de Obras em Vias e Demais Logradouros Públicos (GT MOP).

O  grupo de trabalho vai proporcionar maior durabilidade para as obras de infraestrutura urbana já consolidadas, evitando intervenções posteriores que não tenham caráter emergencial, além de atuar na mitigação das ocorrências de sinistros e paralisações dos serviços básicos, principalmente os públicos essenciais, promovendo uma maior aproximação das instituições envolvidas.

Segundo o presidente da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), Fábio Alho, a ideia é unificar informações, compartilhar dados e unir forças dentro do município, de maneira que qualquer intervenção tenha o menor reflexo possível na estrutura urbana da cidade.

“Com isso, conseguimos otimizar os custos, desburocratizar procedimentos e direcionar a execução dos diversos projetos de expansão e de melhoria que estão por vir e que serão capitaneados pela Prefeitura de Manaus, por meio das secretarias, de suas prestadoras de serviços ou pelo setor privado”, explicou.

O GT MOP foi instituído por meio de resolução aprovada pelo Conselho Municipal de Regulação e Fiscalização dos Serviços Públicos Delegados e é composto por representantes das principais concessionárias de serviços públicos essenciais, como o abastecimento de água, energia elétrica, telefonia, gás, além das secretarias municipais de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Infraestrutura (Seminf), Limpeza Urbana (Semulsp), bem como os institutos municipais de Planejamento Urbano (Implurb) e de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans). A Ageman será responsável pela coordenação dos trabalhos.

Texto Paulo Henrique Caminha

*Com o apoio da Assessoria da Prefeitura de Manaus

 

Deixe uma resposta